Pages

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Grande Encontro Universitário


Amanhã no  clube Ypiranga de Santa Cruz do Capibaribe, acontecerá a 1º Festa de Integração dos Universitários  às 20:00 hs.

Os organizadores do evento convidam todos a participarem!

Numa forma de unir a classe universitária e descontrair um pouco, será apresentada numa única noite, Grupo de Chorinho, Mpm, Rock - Pop, Pagode e muito Forró.

Tudo isso com muita qualidade e estilo, numa prova de que quando se quer, dá para se fazer uma festa legal e divertida. 

Contamos com a presença de todos universitários ou não, porque o que vale mesmo é a sua diversão!

Entrada gratuita...

Reginaldo Rossi: “Não sei ainda se serei candidato”

O jeito molecão e engraçado é o mesmo. A irreverência, também. A sensação da abertura da Festa do Estudante, ontem, na parte musical, foi o rei Reginaldo Rossi. Ele subiu ao palco por volta da meia noite, mas antes, no camarim, me revelou que não sabe ainda se leva a sua candidatura a deputado estadual até o fim.

“Registrei minha candidatura a pedido do PDT, para reforçar a legenda. Não sei, no entanto, se vou mesmo com esta façanha até o fim, até porque sou muito desiludido com política”, disse Rossi, entre um trago e outro de uísque cowboy, para, segundo ele, garantir a energia e o astral para show e também “matar o friozinho”.

Rossi disse que tem respeitado rigorosamente a lei eleitoral quando está no palanque, não fazendo assim nenhuma referência ao estado de pré-candidato a deputado estadual. Na semana passada, por exemplo, ele cantou no Festival do Inverno de Garanhuns e teve a mesma postura de ontem, em Triunfo.

É que a legislação é rigorosa, sobretudo depois que acabaram com os showmícios. “Achei um horror essa lei, mas vou levando. Não me preocupa porque não estou no palco também para fazer campanha, mas sim para agradar ao público”, disse Rossi.(Foto de André Gustavo Martins e Gastão Neto)

Candidato tem registro impugnado por dívida de R$ 3,50

 O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) impugnou, na noite de ontem, a candidatura de Adriano Lopez de Andrade (PRP) que tentaria eleger-se deputado estadual. O motivo? Ele deve à Justiça Eleitoral R$ 3,50. 

Em 2005, o postulante não votou no referendo sobre a proibição do uso de armas, nem pagou a multa pela falta. Por isso, está impedido de se tornar candidato, segundo o portal Terra.

De acordo com desembargador eleitoral Saulo Fabianni, o valor poderia ser "um real ou um milhão", mesmo assim deveria ser pago até do dia 5 de julho. Outro fato interessante é a declaração de previsão de gasto na campanha, estimado em um milhão. No entanto, todos os candidatos do PRP registrados apresentam o mesmo valor.

O TRE-PE também impugnou a candidatura de Délio Mendes ao Senado e do seu primeiro suplente, Danúbio Rocha, ambos do PCB. Apesar de escolhidos pelo partido para disputar a eleição, nenhum dos dois era filiado ao partido. De acordo com o órgão, os dois postulantes deveriam apresentar documentos de comprovação da filiação feita há pelo menos um ano, período exigido por lei para se tornar candidato. Com isso, o candidato ao governo pelo PCB, 

Roberto Numeriano, será o único postulante majoritário da sigla.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Relações perigosas


Os conflitos amorosos podem se tornar dramáticos


(Foto: Ilustração)

 
As manchetes de crimes e de abusos morais e físicos veiculados pela mídia nos últimos dias revelam desfechos dramáticos, que podem ocorrer em função das relações conturbadas. Dentre os principais aspectos emocionais e afetivos causadores dos conflitos relacionais destacam-se o ciúme, a independência da mulher, a baixa autoestima e falta de autovalor.

A pessoa ciumenta é insegura, geralmente possui baixa autoestima e sentimento de inferioridade; mesmo possuindo melhores condições sociais ou financeiras, emocionalmente se sente inferior. Ela não se julga merecedora de alguém tão especial ao seu lado. Essas fragilidades emocionais são projetadas na relação, enfraquecendo os laços afetivos com as cobranças e desconfiando de tudo o que o(a) parceiro(a) faz. 

Qualquer aproximação de alguém do sexo oposto representa uma ameaça à sua felicidade amorosa. As repetições dos episódios de ciúmes e as suposições absurdas feitas pela pessoa ciumenta tornam-se uma obsessão; isso enfraquece os laços afetivos e provoca uma série de conflitos no relacionamento. 

A independência da mulher tem sido apontada como uma das causas de conflitos amorosos. Essa nova conduta feminina às vezes assusta alguns homens. Por outro lado, aqueles que são seguros de si respeitam os espaços da sua parceira e constroem estratégias relacionais saudáveis para ambos os lados. 
(Foto: Ilustração)

No entanto, os homens inseguros perdem o seu referencial diante da parceira e não sabem lidar com essa descaracterização do papel masculino; alguns apelam para as críticas, no intuito de descaracterizar as ações da parceira, outros tornam-se estúpidos, para fragilizá-las. Esses conflitos provocam grandes turbulências na relação. A mulher acaba sofrendo pela fraqueza masculina, quando o problema na verdade está nele e não nos direitos e atributos femininos. 

As mulheres que amam exageradamente e se submetem a verdadeiros absurdos e até a alguns requintes de crueldade, para manterem o relacionamento, demonstram o seu desvalor e a falta de respeito próprio. Elas se encontram imersas numa espécie de “emaranhado relacional” e não conseguem se libertar.

O envolvimento neurótico e doentio representa riscos para ambos os lados e as relações perigosas podem se tornar fatais. As pessoas envolvidas nem sempre se dão conta do perigo a que estão expostas. Elas próprias não conseguem pôr fim ao relacionamento. Muitas vezes é preciso a intervenção dos entes queridos. Uma família estruturada pode evitar o pior desfecho. 

Porém, cabe à própria pessoa envolvida tomar atitudes para minimizar os riscos e, se for o caso, cortar os vínculos. Em alguns casos os conflitos são tão intensos que é preciso muita cautela para as pessoas se libertarem do emaranhado e saírem ilesas do envolvimento. 

A consciência dos riscos existentes nas relações perigosas, principalmente por parte dos próprios envolvidos, é o primeiro passo para quebrar os vínculos nocivos e transformar ou romper o relacionamento. Dentre os fatores determinantes para o rompimento dos vínculos de amor e ódio que permeiam essas relações, destacam-se a autoestima e o respeito próprio. Uma pessoa que tem amor-próprio não se sujeita a permanecer numa relação doentia. Quando o envolvimento começa a ficar neurótico, ela “corta” o mau pela raiz; não admite
nenhum tipo de excesso, sob ameaça de rompimento definitivo. Desse modo, ou a relação melhora ou acaba de vez. 

Mulheres


Aspectos emocionais das crises da menopausa


 A menopausa é a extinção das funções ovarianas, que consiste no final do ciclo reprodutivo da mulher, na suspensão da produção dos hormônios dos ovários e no fim dos ciclos menstruais. A idade média para o início da menopausa ocorre entre os 45 aos 55 anos; são consideradas precoces quando ocorre antes dos 40 anos.

A maioria das mulheres, antes de entrar na menopausa passa pelo climatério, que é um período durante o qual diminui a secreção dos hormônios ovarianos e ocorre o espaçamento dos ciclos menstruais. Nessa fase a mulher pode ficar vários meses sem menstruar, depois volta a ter fluxos irregulares, até a suspensão completa da menstruação, quando se caracteriza a entrada na menopausa.

(Foto: Ilustração)
Algumas mulheres passam pelo climatério sem perceber; quando se dão conta não estão mais menstruando, outras, no entanto, o climatério pode durar de um até dez anos. Os sintomas, mais frequentes durante o climatério,  podem se estender também na menopausa; dentre eles destacam-se as ondas de calor, variação no peso, desinteresse sexual, depressão etc.

A transformação biológica em que a mulher deixa de ser reprodutiva, também representa uma espécie de marco no universo psíquico feminino.É uma fase que a mulher atravessa solitária, refletindo sobre a sua trajetória existencial. Enquanto estava envolvida com as atribulações do cotidiano e os cuidados com os filhos, por exemplo, não se dava conta do seu real valor. 

Nesse período em que os filhos já podem ter se tornado independentes ou até já saíram de casa, surgem as crises de identidade. São feitas reflexões acerca dessa nova mulher. Quem é ela, que antes tinha um papel a desempenhar e agora não é mais requisitada?

Nessa busca de si mesma pode ocorrer o amadurecimento emocional, caracterizado pelo renascimento de uma nova mulher, livre, independente, segura e feliz. Por outro lado, pode emergir uma espécie de vazio interior, gerado pela extinção dos papéis familiares. Também pode emergir o sentimento de angústia causado pelas recordações das perdas de ordem material ou afetiva, ou das tormentas vivenciadas nos seus relacionamentos. Isso tudo é agravado pelo medo de envelhecer, podendo desencadear os processos depressivos. 

(Foto: Ilustração)
Outro agravante da menopausa é o prejuízo da sexualidade feminina. Não raro as mulheres costumam se sentir menos atraentes para o parceiro e incapazes de despertar o interesse sexual dele. Consequentemente, algumas recorrem aos exageros sexuais para provarem a si mesmas que ainda são atraentes; enquanto outras reprimem a sexualidade, evitando o contato íntimo.   

As mulheres mais sujeitas a apresentarem intensos sintomas com a chegada da menopausa são aquelas que possuem fortes conflitos emocionais, tais como: revolta com entes queridos, rompimentos amorosos não elaborados, profundos descontentamentos com o parceiro e outros fatores traumáticos. É recomendado a essas mulheres que façam um trabalho interior de reorganização afetiva e principalmente de elaboração dessas espécies de “nós” psíco-emocionais, despojando-se das amarguras e resgatando a harmonia interior.

Conheça truques para cuidar da beleza durante o sono






Tire proveito das oito horas de sono para acordar melhor 
e conheça truques para se livrar da cara de travesseiro
A microcirculação superficial da pele aumenta nesse período, para eliminar os radicais livres acumulados durante o dia, e ela fica mais suscetível aos efeitos de hidratantes, antirrugas e cosméticos capilares.

Também é nesse momento que o corpo produz hormônios importantes para a beleza a longo prazo: o GH, ou hormônio de crescimento, que, entre outras funções, ajuda a manter o tônus muscular; e o cortisol, produzido de manhã para dar energia.

Mais do que a quantidade de horas, é a qualidade do sono que importa, especialmente da fase REM o sono profundo.

Quando não entra nessa fase, o organismo produz neurotransmissores e proteínas de forma anormal, desregulando muito os hormônios.

"A pele perde o viço e a elasticidade, e o corpo tende a armazenar gordura abdominal", diz a neuroendocrinologista Ana Cláudia R. Pinto. "É um prato cheio para o envelhecimento precoce".

"Até a oleosidade da pele aumenta", diz a dermatologista Ligia Kogos. "Essa relação ainda está em estudo, mas as glândulas sebáceas trabalham mais quando a gente dorme pouco".

LIMPEZA GERAL
Dormir sem limpar a pele é quase uma heresia. "À noite, os poros têm que estar desobstruídos, para aproveitar esse momento de faxina metabólica", diz a dermatologista Ligia Kogos. Isso vale também para quem não usa maquiagem, porque a poluição atrapalha a regeneração celular.


A PELE TEM SEDE
Durante a madrugada, a circulação sanguínea diminui, e também a reposição de líquidos da pele e a transpiração. Por isso, é comum acordar com a pele seca e sem viço. Para o corpo, os melhores hidratantes são os que contêm ureia, lactato de amônia, ceramidas, ácido hialurônico e ômegas 3 e 6. Também vale cobrir os pés com filme plástico depois de passar bastante creme e dormir de meias. No dia seguinte, o pé está novo em folha.

É bom aplicar um antioxidante no rosto, para eliminar os radicais livres.

Outra vantagem dos cremes noturnos é que, sem as interferências externas, como poluição e exposição sola, seu aproveitamento é melhor.


SEM BOLSINHA
O ato de piscar faz uma "fisioterapia" natural, garantindo a circulação da área ao redor dos olhos.

À noite, com os músculos relaxados, a drenagem não acontece, e o líquido se acumula na região.

"Os radicais livres formados durante o dia pioram o inchaço, por isso os cremes ricos em antioxidantes, como as vitamina C e E e um ativo chamado coffe berry, são os mais indicados", diz Adilson Costa, chefe do ambulatório de dermatologia estética da PUC de Campinas.


MENTE SÃ
Para entrar de cabeça na fase REM de sono mais profundo e reparador, o cirurgião plástico Marco Cassol, de São Paulo, sugere 20 minutos de meditação antes de dormir.

"Assim você prepara o cérebro e o corpo para conseguir um sono de qualidade. É um jeito de equilibrar a energia do organismo todo, o que se reflete também na pele", diz.

É preciso evitar atividades estimulantes, como assistir TV e fazer exercícios, perto da hora de ir para a cama. Luzes no quarto e bebidas com cafeína e álcool também atrapalham.


FIOS DE SEDA
A mesma perda de água da pele acontece com os cabelos. Finalizadores noturnos com silicone são boas saídas: ao hidratar, domam fios rebeldes. Só não é aconselhado dormir com os cabelos presos ou com toucas. "Pode até lavar a cabeça antes de dormir, o que não pode é abafar o couro cabeludo", diz o dermatologista Marcelo Bellini, de São Paulo. A umidade aumenta o risco de dermatite, irritações e caspa.


MASSAGEM
Em vez de espalhar o creme de qualquer jeito, Bellini aconselha uma massagem simples, que melhora a circulação e reduz o inchaço do rosto todo.

Na área dos olhos, coloque uma gota do creme na pálpebra inferior e comece o movimento circular em direção ao nariz, subindo para a pálpebra superior, seguindo a linha da sobrancelha.

No resto do rosto, a dica é fazer movimentos circulares de baixo para cima e de dentro para fora. Além de distribuir melhor o creme, isso estimula a circulação e melhora a tensão das fibras colágenas.

Em alta, mercado de e-books ganha mais 2 modelos no Brasil


Positivo Alfa, com tela e-ink que imita impressão de
livros comuns. (Foto: Gustavo Petró/G1)

Em vez de geladeiras modernas, fogões tecnológicos e liquidificadores, o grande destaque da feira Eletrolar Show 2010, que acontece até sexta-feira (23) na cidade de São Paulo, são leitores digitais. No evento, dois aparelhos com focos distintos que chegarão ao mercado brasileiro no segundo semestre foram apresentados ao público, o Alfa, da Positivo Informática, e o E-Reader, da Pandigital.
O mercado de livros digitais está em alta. A americana Amazon, líder do setor, anunciou nesta semana que há três meses a venda de e-books tem superado a de livros comuns em capa dura
No total, ainda se vende mais livro no formato impresso que em arquivos digitais, mas a criadora do Kindle acredita que isso deve mudar em breve.
De olho nesse quinhão, a Positivo traz ao Brasil o Alfa, com características bastante similares às do Kindle. O aparelho tem tela com a tecnologia do chamado papel eletrônico (e-ink), que imita a impressão do livro tradicional. Essa tela não emite luz, e tende a ser mais confortável para ler do que um monitor de computador.
Como diferencial, o e-reader brasileiro apresenta tecnologia touchscreen, que facilita muito a navegação entre as páginas e o acesso das publicações, e uma entrada para cartões SD, que pode ampliar o espaço de armazenamento do Alfa de 1 GB (espaço interno, que permite guardar até 1.500 livros) para até 32 GB. Ele tem 240 gramas de peso e 8,9 mm de espessura.
A Positivo afirma que o Alfa, que chega às lojas em agosto e que ainda não tem preço oficial, possui uma bateria que dura 20 dias ou 10 mil páginas lidas. O aparelho ainda lê os formatos ePub, iPDF com DRM-Adobe, PDF HTML eTXT.
Por não apresentar um teclado como o seu concorrente estrangeiro, o Alfa consegue ser pequeno e leve, o que o torna um leitor digital confortável para longas leituras. A sensação é de a tela, de 6 polegadas, apresenta contraste maior que a do que o Kindle, pelo menos na comparação com o modelo Kindle 2, permitindo uma melhor leitura. Alguns botões localizados na parte inferior da tela auxiliam a navegação entre os menus, permitindo mudar de página ou retornar à tela principal.
Embora a Positivo ainda não tenha divulgado parcerias de conteúdo com o Alfa com editoras brasileiras ou estrangeiras, o e-reader já vem com o Dicionário Aurélio integrado. Ao ler qualquer publicação, o usuário pode tocar em uma palavra e procurar o seu significado facilmente.
A falta de conexão Wi-Fi ou 3G, via rede celular, contudo, pode ser um ponto negativo para o público que está acostumado a não usar fios para baixar livros. Para comprar os arquivos, é necessário usar um computador, para só aí transferir o livro para o aparelho.
O E-Reader Pandigital.O E-Reader Pandigital. (Foto: Divulgação)
Android
O E-Reader Pandigital, conhecido nos Estados Unidos como Pandigital Novel, deve chegar ao Brasil em outubro pela Tecnoworld. O aparelho vai no caminho oposto do Alfa, da Positivo: em vez de e-ink, uma tela tradicional de cristal líquido, colorida. O sistema operacional Android, do Google, permite que o Pandigital seja utilizado não apenas para ler livros, mas também para rodar aplicativos e acessar a internet.
Ele já vem com acesso à livraria virtual da Barnes & Noble, dando ao usuário acesso a todas as publicações disponíveis. O preço sugerido pela empresa é de R$ 850.
Disponível na cor branca, o tablet possui tela sensível ao toque, de 7 polegadas. Ele tem conexões Wi-Fi e 3G, acesso a e-mail, calendário, jogos, reprodutor de músicas, fotos e vídeos e dicionário embutido. Além disso, ele navega na internet e tem acesso às redes sociais.
Leve e menor que o iPad, seu concorrente direto, o E-Reader ainda possui 1 GB de armazenamento interno, podendo se expandido para até 32 GB por meio da entrada de cartões SD. Haverá dicionário em português, embora na demonstração apenas a versão em inglês estivesse disponível.
Para a leitura de livros, um diferencial é poder inverter as cores da página, deixando o fundo preto e as letras brancas. É um recurso que traz conforto ao ler em ambientes iluminados, um dos pontos fracos das telas de LCD.

Atriz Cleyde Yáconis quebra a bacia e se afasta de "Passione"

A atriz Cleyde Yáconis, 86, que interpreta a personagem Brígida na novela "Passione", caiu ontem em seu apartamento e fraturou a bacia.

A atriz passou por uma cirurgia ainda na noite de ontem.

Por conta do acidente, o autor Silvio de Abreu irá escrever uma cena em que a personagem quebra a perna e assim ficará afastada da trama.



A atriz Cleyde Yáconis passou por cirurgia após quebrar a bacia e ficará afastada de "Passione"

Carcereira é demitida nos EUA porque posou para 'Playboy'


A agente penitenciária Jessie Lunderby, de 21 anos, foi demitida pelo departamento prisional do condado de Washington, no estado do Arkansas (EUA), acusada de comportamento impróprio, porque posou para a revista "Playboy". Ela estava em licença administrativa remunerada desde 20 de junho, depois que apareceu na revista masculina, segundo a emissora "40/29 TV".
A jovem foi demitida no último domingo, porque poderia provocar distração dentro da cadeia. Ela trabalhava no centro de detenções do condado de Washington. Em entrevista à emissora "40/29 TV", Jessie disse que não se arrepende de ter posado para a "Playboy".
Jessie Lunderby foi demitida por ter posado para a Playboy. (Foto: Reprodução)

Policial pede demissão após largar plantão para ver atriz pornô anã


O policial norte-americano Richard Bennett, de 28 anos, pediu demissão do departamento de polícia de Stoughton, no estado de Massachusetts (EUA), depois que foi a um bordel ver a performance de uma estrela pornô anã durante um plantão.
Segundo o jornal "Patriot Ledger", o agente abandonou suas funções para ver a atriz pornô Bridget Powers, conhecida também como "Bridget the Midget", que tem apenas 1,14 metro de altura.
O policial decidiu pedir demissão em vez de enfrentar um processo disciplinar, segundo o chefe de polícia Paul Shastany. "Ele foi indisciplinado ao largar suas atribuições e ir até o clube adulto", disse Shastany.
O chefe de polícia destacou que, pelo menos, cinco agentes comunicaram ao departamento a ida de Bennett até o clube. Shastany elogiou os policiais por terem denunciado o caso. "Esse é um exemplo do que funciona bem quando os policiais são responsáveis", disse.
Bridget Powers, de 29 anos de idade, se apresentou no bordel em junho. Ela já apareceu em vários filmes pornográficos e alguns filmes, como "Confissões de uma Mente Perigosa" e "8 Milímetros".

Jovem publica anúncios em jornais pedindo para não votarem em seu pai


A norte-americana Jan Schill, de 31 anos, publicou anúncios em jornais pedindo para os eleitores não votarem em seu pai, John Mantooth, que concorre a uma vaga de juiz distrital em Oklahoma City, nos EUA.
Mantooth afirmou aos jornalistas que sua filha lançou a campanha por causa de ressentimentos persistentes pelo fato dele ter se separado da mãe da jovem em 1981.
Além disso, ele acredita que o fato de um de seus rivais ter trabalhado com seu genro pode ter influenciado na decisão.
No entanto Jan e seu marido, Andrew, disseram que essas não eram as razões para a campanha contra a eleição de Mantooth.
Os anúncios custaram ao casal US$ 900 e foram publicados na quinta e sexta-feira nos jornais "Purcell Register" e "Norman Transcript".

Uso constante de analgésicos pode causar problemas de saúde

Utilização diária desse tipo de remédio pode provocar problemas renais e até  acidentes vasculares cerebrais (AVCs) e disfarçar sintomas de doenças mais graves.


O analgésico parece indispensável pra muita gente, como a professora Fátima do Nascimento.“Tenho um problema de enxaqueca terrível. Fico tomando um, não passa, aí tomo outro, até passar”, explica.

Há mais de dez anos, o empresário Weyma Alves de Souza toma comprimidos, sem receita médica, e assume que sente alguns incômodos. “Sinto efeito no estômago, na cabeça, até mesmo no psíquico, psicológico, fico com mal estar, a cabeça meio zonza”, diz.

O problema é o excesso. Quem toma analgésico por mais de 15 dias no mês pode ter efeitos colaterais. “Pode gerar desde efeitos transitórios e simples, como um quadro de azia ou de mal-estar abdominal, até quadros graves, como insuficiência renal, levando o indivíduo a fazer hemodiálises”, explica o neurologista João José Carvalho.

O remédio pode até ter sido um dia prescrito pelo médico, mas isso não significa que a mesma fórmula deve ser repetida a cada nova dor. Muita gente, além de tomar analgésico por conta própria, não obedece a quantidade recomendada nem o intervalo entre as doses.

Os mais vendidos são aqueles a base de paracetamol, dipirona e ácido acetilsalicílico. O neurologista diz que, no caso de dor de cabeça, abusar de analgésicos pode agravar o problema.
“O indivíduo pode evoluir de dores de cabeça que lhe acomete de duas a três vezes por mês para o que nós chamamos de dor de cabeça crônica diária, que são aqueles indíviduos que têm dores todos os dias, e habitualmente tomam quatro, cinco ou seis comprimidos de analgésico diariamente”, avisa Carvalho.

O remédio pode ser mais eficiente se for tomados logo nos primeiros 15 minutos de dor. Na Universidade Federal do Ceará, esse grupo de professores e alunos orienta sobre o uso correto dos medicamentos e alerta: tomar muito analgésico pode mascarar doenças mais sérias.

“É preciso buscar a causa do problema para resolver. O analgésico é um paliativo, vai resolver momentaneamente, mas não vai tratar a causa do problema”, diz Miram Patente, professora da instituição.

Só no ano passado, o brasileiro gastou mais R$ 1,5 bilhão na compra de analgésicos. É bom lembrar: antes de tomar qualquer tipo de remédio, você deve procurar um médico ou tirar suas dúvidas.