Pages

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Assembleia na CBF irá discutir estatuto e possível sucessão de Teixeira

Uma Assembleia Geral Extraordinária acontecerá nesta quarta-feira, a partir das 14h, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Essa reunião poderá definir a situação de Ricardo Teixeira na presidência da entidade. O motivo da assembleia é a votação de uma reforma parcial no estatuto da CBF.

“O atual estatuto rege a CBF desde quando esse presidente assumiu. Até porque foi esse estatuto que o fez ficar 23 anos no poder. Não é agora que vai mudar. Ele quer sair para colocar outro igual a ele ou pior no lugar”, acredita Romário.

A reunião também tratará do ajuste no repasse mensal aos Estados menores. A assembleia convocada por Ricardo Teixeira foi marcada para o mesmo dia em que presidentes de federações estaduais se encontrariam para debater uma possível sucessão na CBF.

Os presidentes das federações desconhecem as modificações que Teixeira pretende alterar, mas acreditam que seja relacionado à eventual sucessão do comando da Confederação. Uma possível maneira de assegurar que o vice mais velho, José Maria Marin, assuma a presidência.

Romário está preocupado com o resultado dessa Assembleia e pede para que os apaixonados por futebol também fiquem atentos. “Temos que ficar de olho para que nada de outro mundo aconteça. A gente já sabe como são as coisas lá dentro. Espero que os presidentes e as pessoas que votam, não sejam corrompidos, e atrapalhem mais uma vez o futebol brasileiro. Acredito que essas pessoas tenham que fazer essa votação valer a pena”.

Blog do Romário

Eduardo Campos não garante o apoio do PSB à candidatura de José Serra

Embora o PSB de São Paulo faça parte do governo Geraldo Alckmin, ocupando a Secretaria de Turismo (deputado federal Márcio França), o governador e presidente nacional do partido, Eduardo Campos, não confirma o apoio da legenda à candidatura de José Serra.

Segundo ele, embora, em princípio, a posição do PSB deva ser tomada pelo diretório municipal, o fato de Serra ter entrado na disputa exige uma maior reflexão por parte do partido.

Na próxima segunda-feira o governador irá a SP para proferir uma palestra na Associação Comercial e deve aproveitar a viagem para tratar dessa questão com seus companheiros de partido.

Por: Inaldo Sampaio

Caruaru pode receber multinacional de tubos e conexões

O prefeito de Caruaru, José Queiroz, recebeu, ontem, representantes da empresa Tigre-ADS, um empreendimento conjunto entre a fabricante brasileira de tubos e conexões e a multinacional norte-americana de tubos de polietileno. Os executivos estão prospectando cidades no Nordeste para a instalação de uma nova planta e a Capital do Agreste aparece com boas chances de receber o empreendimento. Os representantes da empresa visitaram o Distrito Industrial para conhecer áreas com capacidade para receber a planta, estimada em 45 mil m².

“Estamos mantendo conversas desde o ano passado. Já apresentamos todo o potencial de Caruaru, que tem uma localização estratégica privilegiada e é a cidade que mais cresce no interior de Pernambuco. Eles ficaram interessados e decidiram conhecer pessoalmente”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Municipal Econômico, Franco Vasconcelos. O vice-presidente da Tigre, Luís Roberto Ferreira, participou da reunião. A principal linha de produção da nova empresa é de tubos de polietileno para rede de esgoto, reciclando embalagens de iogurte como parte da matéria prima.

Blog do Magno

Usuários vão poder medir velocidade de banda larga fixa

Operadoras são obrigadas a disponibilizar software na internet

A partir desta quarta-feira, as empresas de banda larga fixa terão que dispor em suas páginas na internet um software para que os usuários possam medir a velocidade da internet. Elas também terão que publicar uma cartilha ensinando o consumidor a utilizar o programa. E, a partir de outubro, as empresas de banda larga móvel também terão que disponibilizar um software do mesmo tipo para o consumidor acompanhar a velocidade da internet.

O superintendente de Serviços Privados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Bruno Ramos, disse nesta terça-feira que bastará o consumidor clicar no programa para que comece a fazer a medição, "o software tem um velocímetro" para fazer a contagem. Caberá as empresas fazer a aquisição do software, que deverá estar localizado na página inicial da empresa ou na página principal de banda larga. O software vai permitir que o usuário possa saber, por exemplo, a data e hora da medição, a· velocidade instantânea e a taxa de perda de pacotes.

- O software único não foi criado por nenhuma das prestadoras, e obedece os critérios de isonomia e transparência. Não terá nenhum custo para a Anatel - disse o superintendente.

O programa terá de ser comprado pelas operadoras e o seu custo não poderá ser repassado para a conta dos consumidores.

A PwC, em parceira tecnológica com SamKnows, foi escolhida como a Entidade Aferidora de Qualidade (EAQ), depois de chamamento público. A empresa ficará responsável, junto com o grupo técnico das empresas e da Anatel, por montar os padrões operacionais para a medição e acompanhamento da qualidade da banda larga.

Monica Tavares, O Globo

Polícia prende falso “Jack Nicholson” em Recife (PE)

Homem portava seis RGs falsos quando tentava abrir conta em banco

Homem de 41 anos foi detido em
 flagrante dentro de agência bancária
 A Polícia Civil de Pernambuco prendeu nesta terça-feira (28), em Recife, um homem que usava uma carteira de identidade falsa com a foto do ator norte-americano Jack Nicholson. Ele foi detido em flagrante quando tentava abrir uma conta bancária no bairro de Boa Viagem.

Leia mais notícias no R7

O homem de 41 anos portava, ao todo, seis RGs (registros gerais) falsos, com o nome de outras pessoas. De acordo com o delegado Erivaldo Guerra, ele deverá responder pelos crimes de uso de documento falso e falsificação de documento público.

O suspeito deve seguir, ainda nesta terça-feira, para o Centro de Triagem, que fica na cidade de Abreu e Lima, no Grande Recife.

Divulgação/Polícia Civil

Cientistas desenvolvem molécula sintética que desativa formação de tumores

Pesquisadores espanhóis sintetizaram uma molécula em laboratório que ativa de forma controlada uma resposta imunológica contra a proliferação de tumores.

 A revista de referência em pesquisa "The Journal of Immunology" publica as conclusões do experimento, que demonstra a efetividade da nova molécula em ratos, informou nesta terça-feira em comunicado a Universidade Autônoma de Barcelona (UAB). A equipe de pesquisadores é formada por cientistas desta universidade e do Conselho Superior Espanhol de Pesquisas Científicas (CSIC). Após a administração da molécula, os pesquisadores observaram nos ratos uma redução drástica na formação de metástases nos pulmões.

Existe um tipo de glóbulo branco, os linfócitos iNKT (Natural Killer T Cells), que lutam contra as infecções e contra os tumores liberando proteínas, as citocinas, que ativam a resposta imune, destruindo as células infectadas ou malignas. Para realizar este processo protetor, estes glóbulos devem receber um sinal de ativação, como uma espécie de interruptor de luz que a ciência tenta criar de forma artificial para poder controlar.

Os cientistas trabalham há alguns anos em um glicolípido, o alfa-galactosiceramida, que se acopla aos receptores e desencadeia a resposta imunológica, mas as provas clínicas revelaram ultimamente que é pouco efetivo porque é potente demais. Os pesquisadores da UAB e do CSIC desenvolveram uma molécula muito similar à alfa-galactosiceramida, mas com pequenas mudanças em sua estrutura.

A nova molécula, batizada como HS44, se encaixa bem aos receptores dos linfócitos iNKT e se desassocia mais rapidamente, o que reduz sua potência e permite que se ative de forma mais eficiente e controlada a resposta imunológica. Nos testes com ratos, a HS44 inibiu a metástases em pulmões, resultados que abrem as portas a novas aplicações terapêuticas no futuro.

EFE

Comissão aprova texto-base de Lei Geral da Copa

Pontos do texto que provocam mais divergências, como a liberação da venda de bebidas alcoólicas em estádios, serão votados em separado nesta quartaA Comissão da Câmara que analisa a Lei Geral da Copa aprovou, em votação simbólica, na tarde desta terça-feira o texto-base do relator do projeto, Vicente Cândido (PT-SP). Os deputados, porém, deixaram para analisar na quarta-feira dez destaques que podem alterar pontos importantes do projeto – inclusive o artigo que trata da venda de bebidas alcoólicas nos estádios.
Apenas os deputados do PSDB se opuseram. Segundo Otávio Leite (PSDB-RJ), a bancada quer que portadores de deficiência tenham direito a ingressos populares, assim como idosos e beneficiários do Bolsa-Família. “A lei não instituir um percentual de ingressos para os deficientes é absurdo”, diz Leite. O assunto será também discutido nesta quarta.

A liberação das bebidas alcoólicas, também criticada pelo PSDB, se transformou em um dos principais pontos de divergência sobre projeto. Originalmente, Vicente Cândido propunha que esse comércio fosse permitido não só durante a Copa, mas também em todos os estádios do país, em qualquer torneio durante ou depois do campeonato mundial. O petista acabou recuando para uma proposta intermediária: a autorização da venda apenas nos locais de jogos da Copa, enquanto durar o torneio.

Cândido comemorou a aprovação do texto, apesar das dúvidas que ainda restam. "Essa lei, com todas as discrepâncias, tem o seu ponto de unidade: fazer a melhor Copa do Mundo dentro e fora de campo".

Ingresso popular - A proposta em discussão prevê a destinação de 300.000 ingressos a preços populares (cerca de 25 dólares) para estudantes, idosos e beneficiários do Bolsa-Família e outros programas de transferência de renda. Os ingressos comuns custarão entre 50 e 900 dólares. A Lei Geral da Copa também estabelece garantias comerciais à Fifa, às patrocinadoras do evento e às emissoras que transmitirão as imagens do torneio.

Outros pontos questionados e que serão votados separadamente nesta quarta-feira dizem respeito à devolução de ingressos por parte de consumidores que tenham se arrependido da compra, à emissão do visto de entrada para estrangeiros, à divulgação de marcas e à transmissão de TV. A reunião está marcada para as 10h. Depois disso, o texto da Lei Geral da Copa segue para o plenário da Câmara.

Agência Brasil

Comissão Especial da Câmara debate projeto da Lei Geral da Copa (Agência Brasil)


Conheça o "tabletphone", mistura de telefone com tablet

Modelos intermediários estão sendo apresentados na Mobile World Congress

O Optimus Vu, da LG
Não é um verdadeiro tablet, nem totalmente um smartphone: no Congresso mundial da telefonia móvel aberto na segunda-feira em Barcelona, vários fabricantes optaram por se insinuar entre os dois, ilustrando a tênue fronteira existente entre esses aparelhos.
No domingo, a empresa sul-corena LG apresentou seu 'Optimus Vu'. Produto híbrido, parece um grande telefone tátil... ou um pequeno tablet, situando-se no novo segmento dos "tabletphones".

"É um produto que está entre os dois", explica à AFP Daniel Hernandez, diretor de marketing da LG na Europa.

O 'Optimus Vu', que será lançado na Europa no final de 2012, tem uma espessura de 8,5 milímetros, o que corresponde a quatro vezes menos que um tablet clássico, segundo a LG, apresentando uma tela táctil de 5 polegadas, muito maior que a observada nos smartphones.

A LG não é a primeira a explorar este filão: a compatriota Samsung lançou, em outubro passado, o Galaxy Note, que tem este mesmo formato intermediário.

"Há mercado, em nossa opinião, porque é um produto que substitui ao mesmo tempo o tablet e o smartphone", considera Daniel Hernandez.

Com as dimensões quase idênticas ao 'Optimus Vu', o Galaxy Note soube se estabelecer, com mais de um milhão de exemplares vendidos em dois meses.

Mas alguns analistas mostram-se céticos, evocando o infortúnio da Dell neste formato, sendo obrigada a abandonar seu modelo Streak, que queria também explorar esta fonte.

"Não achamos realmente que este formato será particularmente popular, porque não é nem um nem outro, é muito grande para ser um smartphone e muito pequeno para um verdadeiro tablet", estima Carolina Milanesi, do Instituto de Pesquisas Gartner.

Em troca, "há claramente uma ligação forte entre esses dois mercados", admite ela: "na forma usada pelo consumidor e nos termos do sistema de exploração, é um único mercado; além disso, um estudo mostrou que mais de 30% das aplicações utilizadas nos celulares e nos tablets são os mesmos".

O celular e o tablet são, afinal, concorrentes ou complementares?

"Hoje, há cerca de 5 bilhões de telefones celulares no mundo e um pouco menos de 100 milhões de tablets", lembra David Gosen, diretor do setor de 'telecoms' da firma de consultoria Nielsen, destacando, também, que os dois produtos compartilham "o mesmo tipo de atividades": a e-mail, de pesquisas na internet, além dos jogos e das redes sociais...

"Eu não vejo os tablets canibalizarem os smartphones", confia Carolina Milanesi, mesmo se "possa haver uma pressão sobre os preços: talvez, se eu gastar 500 dólares com um tablet, não terei necessidade de comprar o melhor smartphone, ou o mais recente".

Os tablets se aproximam, também, dos preços dos smartphones. "Teremos um mercado concorrente com os tablets, entre 100 e 200 dólares, quando, hoje, estão entre 500 e 700 dólares", calcados sobre o popular iPad da Apple, destaca Ariane Bucaille, analista da empresa Deloitte.

Entre escolher um tablet e um telefone, o taiwanês Asus decidiu acoplar os dois, revelando na segunda-feira o Padfone.

"As fronteiras entre smartphones, computadores portáteis e tablets estão prestes a desaparecer", disse à imprensa o presidente da Asus, Jonney Shih.

O Padfone, que será lançado em abril, se apresenta como um tablet clássico, mas com possibilidade de conectar um celular num compartimento especial atrás da tela.

Os dois aparelhos, vendidos juntos, partilham a mesma memória e a mesma carta SIM, o que permite baixar numa mesma tela imagens e músicas do telefone.

AFP

Jogar Wii pode não significar mais exercício a crianças--estudo

Boxe, tênis e dança virtuais, através de jogos de videogame, podem não estar ajudando as crianças a satisfazerem suas necessidades diárias de exercícios, de acordo com um estudo norte-americano.

Pesquisadores constataram que crianças que jogaram videogames ditos "ativos" em um Nintendo Wii não realizaram mais atividades físicas moderadas ou vigorosas do que aquelas que jogaram títulos para os quais podiam ficar sentadas no sofá, de acordo com estudo da Baylor College of Medicine, em Houston, Texas.

Alguns pesquisadores de saúde pública tinham a esperança de que os videogames ativos servissem como alternativa a brincadeiras ao ar livre e esportes, permitindo que as crianças realizassem ao menos parte das atividades físicas de que precisam, especialmente no caso daquelas que vivem em bairros poucos seguros, nos quais nem sempre é viável brincar na rua.

"Esperávamos que jogar videogames pudesse de fato resultar em elevação considerável da atividade física das crianças", afirmou Tom Baranowski, líder da equipe de pesquisa do Baylor.

"Francamente, ficamos chocados ao constatar que não existe qualquer diferença", acrescentou.

Para o estudo, eles distribuíram consoles Wii a 78 crianças que não tinham um aparelho desse modelo anteriormente. Metade dos participantes pöde escolher jogos ativos de sua preferência, a exemplo de Wii Sports ou Dance Dance Revolution-Hottest Party 3, e a outra metade pôde escolher jogos de baixa atividade a seu gosto, tais como o Disney Sing-It Pop Hits ou Super Mario Galaxy.

Na metade do estudo, publicado pela revista Pediatrics, as crianças -todas com a 9 a 12 anos e com peso acima da média- puderam escolher um segundo título, da mesma categoria que sua escolha original.

Baranowski e seus colegas acompanharam as crianças por 13 semanas, testando seus níveis de atividade física por meio de um aparelho de mensuração de movimento conhecido como acelerômetro.

Os participantes usavam acelerômetros em seus cintos durante quatro diferentes períodos de uma semana de duração, ao longo do estudo, o que permitiu à equipe de pesquisa determinar os seus momentos sedentários, de exercícios leves ou de exercícios moderados a vigorosos.

Nas semanas um, seis, sete e 12, crianças no grupo de jogos ativos tiveram uma média de 25 a 28 minutos de atividade moderada ou vigorosa a cada dia, comparado com 26 a 29 minutos para aqueles do grupo de jogos "inativos".

É possível que as crianças que usaram jogos ativos tenham queimado calorias adicionais sem que o aparelho tenha registrado o fenômeno -por exemplo, ao moverem mais os braços em um jogo de boxe, disse Jacob Barkley, cientista do exercício na Kent State University, Ohio. Ele não fez parte da equipe que conduziu o estudo.

"Talvez o Wii não eleve muito a atividade física", disse Barkley à Reuters Health.

"Mas pode elevar o dispêndio de calorias um pouco mais que um jogo sedentário tradicional; e usá-lo todos os dias pode ter efeito cumulativo benéfico".

Reuters

Coisas do nosso Brasil

Em Alagoas, ex-deputado preso é nomeado delegado com tornozeleira eletrônica

Chico Tenório é réu em dois processos por
homicídio e responde a seis processos na
Corregedoria da PC
Depois de ter passado um ano atrás das grades sob acusação de envolvimento em dois homicídios – e enquanto aguarda julgamento – o ex-deputado estadual e federal e delegado de polícia Francisco Tenório (PMN-AL), beneficiado por habeas corpus e em regime de prisão preventiva domiciliar, vai retomar suas atividades profissionais nesta quarta-feira (29), usando uma tornozeleira eletrônica.

Francisco Tenório é delegado da Polícia Civil de Alagoas e, como não foi demitido e tem direito a trabalhar, será nomeado delegado-adjunto de Acidentes. Tenório assume suas novas funções amanhã pela manhã.

Francisco Tenório, que foi presidente da Associação dos Delegados da Polícia Civil de Alagoas, exerceu quatro mandatos de deputado estadual (de 1995 a 2005) e em 2006 foi eleito deputado federal. Nesse período, ele responde a processos judiciais como acusado de mandante de dois assassinatos: em 1996, o do ex-cabo PM José Gonçalves, e em 2005 o do pistoleiro Cícero Belém. Os dois casos são considerados queimas de arquivo. Com suas sucessivas eleições, Tenório era protegido pela imunidade parlamentar, os inquéritos permaneceram trancados, e ele nunca foi preso.

Em 2010, ele não conseguiu se reeleger deputado federal. Seu mandato expirou em 1º de fevereiro de 2011. No dia seguinte, foi preso.

Cabo Gonçalves

No caso do assassinato do ex-cabo Gonçalves, Francisco Tenório foi apontado como mandante junto com outros dois deputados estaduais: Antônio Albuquerque e João Beltrão, que continuam no mandato. O denunciante foi o ex-tenente-coronel Manoel Cavalcante, que cumpre pena por várias condenações e, neste processo em que era réu confesso, aceitou colaborar com a Justiça através da delação premiada e foi beneficiado com a absolvição por clemência.

Francisco Tenório só deixou o presídio Baldomero Cavalcanti, em Maceió, no último dia 16, para cumprir prisão domiciliar, monitorado por uma tornozeleira eletrônica. E assim exercerá, a partir desta quarta-feira, suas funções de delegado-adjunto de Acidentes de Maceió.

Função adaptada à situação

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, José Edson Freitas, a nomeação de Francisco Tenório será publicada na edição desta quarta-feira (29) do Diário Oficial do Estado, e ele deve se apresentar ao delegado titular, Fernando Tenório – apesar do sobrenome, os dois não são parentes. Na quinta-feira (1º), Tenório deve começar a trabalhar, monitorado pela tornozeleira eletrônica que o acompanha desde que deixou a prisão.

De acordo com o delegado-geral, Francisco Tenório está apto a exercer a atividade de delegado. “Como delegado da ativa, ele precisava ser lotado em algum lugar”, disse.

A escolha pela Delegacia de Acidentes, segundo José Edson Freitas, levou em consideração as restrições de horário e de deslocamento que a liberdade condicional impõe a Tenório, como, por exemplo, ter que estar em casa diariamente às 20h e não poder se ausentar da comarca de Maceió sem autorização da Justiça. Francisco Tenório não pode dar plantão, por exemplo, pelas regras da condicional.

“O ideal é que ele comece como adjunto. O trabalho na Delegacia de Acidentes vai ser mais burocrático e pouco operacional. É uma delegacia cartorária”, explicou José Edson. O delegado-geral frisou que o ex-deputado trabalhará auxiliando o delegado mais antigo da instituição, Fernando Tenório, titular da Delegacia de Acidentes.

Francisco Tenório ainda responde a seis processos na Corregedoria da Polícia Civil, pelos quais pode perder o cargo de delegado.

A soltura de Tenório

Francisco Tenório foi solto no dia 16 de fevereiro após a 17ª Vara Criminal da Capital decidir, no dia anterior, estender a decisão da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ/AL), que concedeu habeas corpus em favor do ex-deputado no caso da morte do cabo Gonçalves.

O habeas corpus passou a valer também para o outro decreto de prisão preventiva que havia contra Tenório – pelo assassinato de Cícero Belém – e, dessa forma, livrou o ex-deputado da prisão preventiva atrás das grades.

Nos dois processos, ele é réu já pronunciado. Falta marcar datas para o júri popular.

Agora, o ex-deputado responde em casa, com monitoramento eletrônico, aos dois processos que correm contra ele.

Segundo a 17ª Vara, o período de um ano de Francisco Tenório na prisão já cumpriu seu objetivo, que era o de mantê-lo isolado durante o período de instrução processual.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Depressão está relacionada a hiperatividade cerebral

Pesquisadores observaram que há atividade maior do que o normal nas conexões elétricas que unem a maioria das regiões cerebrais

Pesquisadores consideram que depressão afeta conexões cerebrais como um todo, e não áreas específicas

Pela primeira vez, pesquisadores buscaram entender a depressão como um problema que afeta todo o cérebro, e não somente determinadas áreas. Em estudo publicado na edição desta semana do periódico PLoS One, especialistas da Universidade da Califórinia, nos Estados Unidos, lançaram luz sobre como a doença provoca disfunção cerebral e causa sintomas variados.

Tradicionalmente, os artigos científicos buscam identificar determinadas regiões do cérebro que são afetadas pela depressão e responsáveis por provocar sintomas como ansiedade, dificuldades de concentração, problemas de memória e distúrbios do sono. Levando em consideração que esses sintomas são tão variados quanto numerosos, a nova pesquisa indicou que a depressão é um problema de mau funcionamento da maior parte da rede cerebral, que liga suas diferentes áreas entre si. Embora todas as áreas do órgão já sejam conectadas entre si, a pesquisa sugere que uma hiperatividade dessas ligações possa explicar os sintomas desencadeados pelo quadro depressivo.

Para chegar a essas conclusões, os pesquisadores estudaram as conexões funcionais do cérebro de 121 adultos que haviam sido diagnosticados com depressão. Eles observaram que esses indivíduos demonstram aumento na sincronização em todas as atividades elétricas do cérebro. Segundo os autores do estudo, o cérebro deprimido mantém sua capacidade de formar conexões funcionais, mas perde a habilidade de desligar essas conexões. "Essa incapacidade de controlar a forma como as áreas do cérebro trabalham em conjunto pode ajudar a explicar alguns dos sintomas da depressão", diz Andrew Leuchter, coordenador do estudo.

A área com o maior número de conexões anormais do cérebro de alguém com depressão é o córtex pré-frontal, que está envolvido com a regulação do humor e com a capacidade de resolver problemas. “O cérebro deve ser capaz de regular suas conexões para funcionar adequadamente, sincronizando e dessincronizando diferentes áreas, inclusive para regular o humor, por exemplo”, diz Leuchter. De acordo com o pesquisador, talvez um importante passo para tratar a depressão esteja em reparar e normatizar as conexões elétricas do cérebro. Identificar como os medicamentos podem melhorar esse problema será o proximo passo das novas pesquisas de sua equipe.

Saiba mais

DEPRESSÃO
A depressão é a mais comum das doenças psiquiátricas. Ela se manifesta por meio de sintomas como mudança de humor, perda de interesse em atividades do cotidiano, sentimento de culpa e distúrbios do sono e do apetite. O problema nem sempre é crônico, mas pode ser recorrente na vida de uma pessoa. Na pior das hipóteses, a depressão pode levar ao suicídio, que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é responsável pela morte de 850.000 pessoas ao ano no mundo todo. Ainda de acordo com a OMS, a depressão pode acometer pessoas de todas as idades, gêneros e origens. Depressão não é o mesmo que tristeza, já que engloba fatores biológicos, psicossociais e físicos. Suas causas não são totalmente definidas, mas acredita-se que a depressão esteja ligada ao mau uso que o cérebro faz de neurotransmissores associados às sensações de prazer, autoconfiança, apetite e libido. Traumatismos e acidentes físicos também podem desencadear o problema.

SANTA CRUZ PARTICIPA DE CONCURSO “HINO DA COSTUREIRA”

O site Costura Perfeita (www.costuraperfeita.com.br) lançou o concurso Hino da Costureira, em que músicos e compositores com vínculo com a confecção de todo o Brasil participam e concorrem a prêmios. O melhor hino, com os seus respectivos representantes (compositores, cantores e empresa do ramo de confecção), será divulgado na edição 67 da Revista Costura Perfeita (Maio/Junho 2012).

Santa Cruz do Capibaribe, como a principal cidade do Polo de Confecções de Pernambuco, não poderia ficar de fora deste concurso. Nesse ínterim, a cordelista e enfermeira do Posto Ambulatorial do Moda Center Santa Cruz, Anne Karolynne, e o músico e comerciante Mecias Barros, compuseram um hino em homenagem às costureiras, com o objetivo de participar do concurso.

A empresa santacruzense que abraçou a causa, patrocinando os custos de produção e gravação da música, foi a Yanomami Confecções, que trabalha com a vertente da moda feminina.


Abaixo seguem a letra e o vídeo de divulgação da música:



Em um passado remoto

O tecido alinhavava

A agulha ela passava

Num trabalho manual.


Hoje é industrial

Quase tudo que se faz

Mas a máquina não trabalha

Sem uma costureira atrás.

Costureira, costureira, costureira

- Mostra o seu saber

- Costura perfeita só você sabe fazer.


Uma boa profissional

Com seu talento e postura

Tem na máquina de costura

Uma aliada e parceira.


Toda grande costureira

Com as suas mãos faz arte

Cria, inova sua roupa

Levando pra toda parte.


Costureira, costureira, costureira

- Mostra o seu saber

- Costura perfeita só você sabe fazer.

Letra: Anne Karolynne Santos de Negreiros
Melodia: José Mecias Barros de Andrade

Ascont promove: Cursos e Palestras

Será que já é a hora de juntar as escovas de dente?

Será que já é a hora de juntar as escovas de dente?

Vocês se conheceram, estão sempre juntos e morrem de saudades quando ficam um dia sequer separados. Enfim, sentem-se como se estivessem vivendo um verdadeiro conto de fadas. Afinal, um encontro que poderia ser bastante improvável, foi possível por conta do mundo virtual... "Estava escrito", vocês pensam! E assim, de repente, vocês se perguntam: será que é hora de dividir o mesmo teto e a mesma cama, por todas as manhãs?


O fato é que vocês estão apaixonados, é evidente. Esse desejo desenfreado de ficar junto, de se ver e se falar são sinais claros de que foram atingidos pela flecha do cupido. E isso é ótimo, uma delícia, sem dúvida. Feliz daquele que se entrega a esta oportunidade e se permite desfrutar as muitas sensações revigorantes, energizantes e que reforçam as cores e o brilho da vida.


Contudo, porém, no entanto... Já sabemos: a paixão, essa paixão intensa e entorpecedora, tem começo, meio e fim. E que bom que é assim! Nem nossa mente e nem nosso corpo suportariam essa dinâmica tão forte por muito tempo. Basta conhecer o significado da palavra "paixão" – sofrimento! Não é à toa que o episódio bíblico em que Jesus Cristo carregava uma cruz é chamado de "A paixão de Cristo". No nosso caso, o sofrimento é pela falta do outro. Mas a melhor notícia é que o fim da paixão abre espaço para um sentimento muito mais suave, equilibrado e inteligente. Um sentimento que nos torna integrados e íntegros: o amor. Ou não... Porque caso não tenha se desenvolvido identificação e maturidade suficientes no período da paixão, a relação pode terminar ou se tornar uma espécie de vício, dependência, ao que poderíamos chamar, para um fácil entendimento, de "amor doentio".


A questão é: em que momento vocês estão se fazendo essa importante pergunta? O que move vocês a desejarem essa complexa escolha? Se for a paixão, minha sugestão é para que não tenham pressa. Aproveitem a fase, mas sem tomar decisões precipitadas e que possam causar dores e perdas para muitas pessoas. Não é hora de casar. É hora de namorar!


Veja bem! Não estou garantindo que vai dar errado caso decidam-se pela junção das escovas de dente. Não é isso! Até porque não tenho bola de cristal e sempre cada caso é um caso, cada casal é único. Estou apenas me baseando no que geralmente acontece e, como manda a sabedoria constituída, os erros já cometidos devem nos servir para a precaução de agora.


Mas se o que conduz vocês a este desejo for resultado de bastante conversa, reflexão e, principalmente, ponderação sobre as questões práticas do dia-a-dia, tais como tarefas, ritmos, contas a pagar, sacrifícios em prol do outro, aprender a ceder, aceitar novos comportamentos, enfim, tudo o que envolve esta união, então... Que se declarem casados! E que vivam um dia de cada vez, lembrando que o amor jamais está pronto. Trata-se de um constante e diário exercício de "construir juntos".

Rosana Braga

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Pesquisa pode ajudar a identificar melhor os sintomas que antecedem a menopausa

Especialistas identificaram padrões de alguns problemas experimentados antes do período e como, e por quanto tempo, eles persistem

Menopausa: pesquisadores encontram padrão que pode fazer com que médicos, a partir dos sintomas sentidos pelas mulheres antes da menopausa, determinem como elas se sentirão após o período

Um novo estudo publicado neste mês na revista British Medical Journal (BMJ) pode auxiliar os médicos a identificar melhor os sintomas que antecedem a menopausa, assim como prever por quanto tempo eles vão durar durante a pós-menopausa. A pesquisa, conduzida na Universidade de Queensland, na Austrália, junto ao Conselho de Pesquisa Médica da Grã-Bretanha, estabeleceu perfis de acordo com os sintomas que podem aparecer nas mulheres antes da menopausa, determinando um padrão que relaciona intensidade e duração dos problemas antes e depois dessa fase.

Segundo o levantamento, a gravidade e a amplitude dos sintomas que as mulheres experimentam na meia-idade têm padrões e gravidade diferentes, e essas características presentes antes da menopausa podem determinar como a mulher se sentirá durante essa fase. Por exemplo, os especialistas indicaram que mulheres que experimentam sintomas leves antes de entrar na menopausa têm menos riscos de desenvolverem sintomas graves posteriormente.

A pesquisa — Para chegar às conclusões, os pesquisadores basearam-se em dados de 695 mulheres que participaram do Estudo Longitudinal Australiano, uma pesquisa anual feita com mulheres de meia idade. Elas tinham entre 47 e 54 anos e haviam passado pela menopausa, mas nenhuma havia feito tratamento hormonal ou histerectomia. Elas informaram sobre 20 sintomas de saúde em comum, que foram classificados em quatro grupos: psicológicos (como ansiedade e depressão); somáticos (como dores de cabeça e nas articulações); vasomotores (ondas de calor e suores noturnos, por exemplo); e desconforto sexual. Os pesquisadores concluíram que, exceto os somáticos, todos os outros sintomas tinham relação direta com a menopausa na maioria das mulheres.

Após observarem a duração e a intensidade dos sintomas, os especialistas identificaram os padrões existentes e classificaram as mulheres de acordo com os perfis de sintomas de cada uma. Por exemplo, as participantes que apresentaram sintomas psicológicos graves antes da menopausa tinham mais chances de atingir uma intensidade maior do problema um ano após o início desse período.

Outro padrão foi encontrado entre as mulheres cujos sintomas vasomotores graves começaram antes da menopausa e aumentaram até a chegada do período: elas tendiam a sentir cada vez menos calores após a menopausa. Já aquelas que experimentaram esses sintomas mais tardiamente, as chances de conviver com eles durante quatro anos ou mais após a menopausa eram maiores. Curiosamente, os pesquisadores também observaram que mulheres com maiores níveis socioeconômico e de educação tinham menos chances de sofrer com sintomas vasomotores.

"Embora ainda seja ideal comparar os nossos resultados com os de outros estudos, acho que os perfis de sintomas fazem parte de um movimento em direção a uma abordagem mais adaptada às mulheres que estão próximas da menopausa. Nossa pesquisa indica que os profissionais de saúde podem fazer uma avaliação mais clara sobre o que as mulheres podem esperar nesse período com base no seu histórico de sintomas. Isso seria vantajoso não só em termos de garantia, mas na seleção de opções de tratamento", afirma Gita Mishra, coordenadora do estudo.

Veja.com

Em PE, Justiça suspende venda de novas linhas da Tim por 30 dias

Ação foi movida pela Adecon e OAB, alegando má qualidade no serviço.
Nesse prazo, empresa deve ampliar capacidade da rede em Pernambuco.

O juiz Cláudio Kitner, da 2ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco, determinou, nesta quinta-feira (23), a suspensão da venda de novas linhas ou assinaturas de telefonia celular pela Tim, por um período de 30 dias. A medida vale apenas para o estado de Pernambuco, com exceção de 17 localidades onde o serviço é prestado exclusivamente pela empresa, e atende a uma ação movida pela Associação Defesa da Cidadania e do Consumidor (Adecon) e pela seção estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE).

O processo teve início em dezembro passado. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) foi convocada como assistente - aquele que não é réu, mas será ouvido pelo juiz por ter informações importantes a fornecer sobre o caso. "Como a Anatel regula o setor, tem que prestar essa informação técnica, se o juiz assim entender", explica Henrique Mariano, presidente da OAB-PE.

Segundo Mariano, a Anatel efetivamente repassou dados técnicos para o magistrado que, em 25 de janeiro último, realizou uma audiência de tentativa de conciliação. "A Tim apresentou considerações técnicas visando um acordo, mas a OAB não aceitou, porque não havia segurança ou garantia de que eles iam cumprir o que estavam dizendo. A Anatel também não tinha condições de avaliar se as medidas seriam suficientes, sem esses equipamentos estarem efetivamente instalados", completa o advogado.

As considerações técnicas a que se refere o presidente da OAB-PE dizem respeito à intenção da Tim em aumentar em 25% a rede instalada em Pernambuco, conforme relata o juiz em sua decisão. O magistrado ressalta que "em 2011, houve um acréscimo de 66% na capacidade da rede instalada. (...) Se esse plano já não foi suficiente para solucionar os graves defeitos na prestação do serviço da Tim, o plano 2012, deveras mais contido, não atenderá o padrão de qualidade exigido". Atualmente, segundo a Anatel, a Tim tem 3.537.369 clientes em Pernambuco.

A decisão do juiz Cláudio Kitner também impede a Tim de realizar contratos de portabilidade - quando clientes de outras telefônicas migram, mantendo o número original - por um período de 30 dias, prazo no qual "a instalação e o perfeito funcionamento dos equipamentos necessários e suficientes para atender às demandas de seus consumidores" deverão ser comprovados. Caso descumpra esse acerto, o juiz estabeleceu para a Tim uma multa de R$ 10 mil por linha, código de acesso, assinatura ou portabilidade comercializados, além de R$ 100 mil por dia de descumprimento da determinação.

"A deficiência na prestação do serviço é um fato notório, reconhecido por todo cidadão pernambucano que é cliente dessa empresa. Os fatos que a OAB apresentou na petição inicial e que ratificamos na audiência foram todos comprovados", afirma Henrique Mariano. Segundo o advogado, na audiência, os representantes da TIM não admitiram os problemas no serviço, alegando que, se o atendimento fosse ruim, não teria tantos clientes.

As localidades nas quais a Tim não deve suspender a comercialização são Betânia, Capoeiras, Dormentes, Gameleira, Inajá, Mirandiba, Orobó, Orocó, Parnamirim, Primavera, Sairé, Santa Cruz, Santa Filomena, Tupanatinga, Tuparetama, Verdejante e Vertentes.

Em nota oficial, a Tim informou que "a partir da confirmação da decisão, observará a determinação judicial", mas não confirmou se vai recorrer ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que é a segunda instância da Justiça Federal em Pernambuco. Confira, abaixo, a íntegra da nota divulgada pela empresa.

"A Tim informa que a partir da confirmação da decisão observará a determinação judicial. A empresa ressalta que vem realizando investimentos consistentes para o desenvolvimento da sua rede em Pernambuco, visando atender às expectativas dos clientes e aprimorar cada vez mais os serviços prestados. Prova desse compromisso foi o investimento de R$ 80 milhões realizado no Estado, somente em 2011, que incluiu a instalação de mais de 3,8 mil novos equipamentos de transmissão (TRX), aumentando em 66% a base da operadora em Pernambuco, com destaque para uma maior abrangência da cobertura 3G. A companhia seguirá investindo: para o triênio 2012-2014 está programado montante de R$ 250 milhões em infraestrutura que beneficiará diretamente os usuários pernambucanos".

Do G1-Pe

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Moda Center volta ao normal após feriado de Carnaval

 
Depois de cinco dias de folia, a cidade de Santa Cruz do Capibaribe aos poucos retoma as suas atividades normais. O comércio voltou a funcionar na tarde da quarta-feira de cinzas, juntamente com os bancos que abriram a partir das 12h.

As atividades no Moda Center Santa Cruz já estão em pleno vapor. O SAC (Serviço de Atendimento ao Condômino) e todos os departamentos do Centro Administrativo já estão funcionando normalmente. Os comerciantes já começam a retirar das prateleiras e vitrines boa parte dos adereços, fantasias e enfeites de Carnaval.

No próximo domingo (26), as feiras no parque voltam ao normal, quando os atacadistas comparecem a fim de reabastecer suas lojas que, normalmente, têm suas prateleiras esvaziadas no período pé-carnavalesco.

Os dormitórios e hotéis localizados no entorno do Moda Center já estão recebendo reservas para as próximas feiras. Semanalmente, de domingo à terça, o Moda Center Santa Cruz recebe uma média de 50 mil clientes vindos de todos os lugares do Brasil para comprar roupas de qualidade com preços de fábrica.

Blog do Moda Center

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Afastado da Band, Luciano do Valle se recupera de AVC

lucianodovalle div.1 Afastado da Band, Luciano do Valle se recupera de AVC
Luciano do Valle está em tratamento
 (Divulgação)
Luciano do Valle teve uma leve isquemia cerebral, um tipo de AVC (acidente vascular cerebral) durante suas férias.

Por orientação médica, ele precisou ficar afastado do trabalho para se tratar em casa.

Em razão disso, o locutor esportivo foi vítima de boatos.

Chegaram a dizer que ele estava com problemas psicológicos e com ataques de pânico.

A família de Luciano não quer que a Band divulgue o verdadeiro motivo de seu afastamento.

Correr em grupo: sete motivos para começar já

Treinar com outras pessoas pode ser mais eficiente e divertido

Não é novidade que a corrida é um eficiente meio de deixar o corpo saudável. Além de favorecer a queima de gorduras, uma corrida leve que dure 40 minutos protege as articulações de lesões, tonifica músculos e deixa o coração mais forte. Os benefícios da corrida ainda podem ser multiplicados se ela for praticada em grupo.

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Oxford , no Reino Unido, doses maiores de endorfina, o hormônio que dá a sensação de bem-estar, são liberadas pelo nosso corpo quando malhamos ou corremos em conjunto com outras pessoas. "Quando fazemos atividades em grupo, temos um sentimento de carinho, cuidado, afeto e amizade. Esses sentimentos criam uma relação de proteção, capaz de fazer a pessoa relaxar e curtir o momento mais do que se ela fizesse isso sozinha", explica a psicóloga clínica Rita Romaro.

Além disso, a atividade é especialmente divertida quando é praticada em grupo porque, ao contrário da maioria dos esportes, ela não tem número máximo de participantes e é feita ao ar livre. "Para fazer parte de um grupo de corrida, só é preciso ter vontade de correr", diz o preparador físico Edson Ramalho, mestrando em ortopedia na Universidade de Campinas. Confira abaixo, alguns benefícios que a corrida com uma turma pode fazer por você.

É mais fácil começar
Muitas pessoas querem ter hábitos mais saudáveis só que não conseguem sair de uma rotina sedentária sozinhas. Por isso, o incentivo de alguém é importante na hora de irem para a pista. "Isso é algo muito comum nos grupos de corrida que acompanho. A maioria dos integrantes começou com uma experiência incentivada por amigos", diz Edson. Normalmente, as pessoas são convidadas para correr um dia e acabam se divertindo tanto com os integrantes do grupo que têm vontade de voltar no dia seguinte para estreitar relações.

Corrida em grupo - foto: Getty Images
Fica difícil desistir
Fazer parte de um grupo protege o corredor de ficar desanimado. "Os elogios que normalmente são ditos durante uma atividade em grupo servem de estímulo para continuar e melhoram a autoestima", explica Rita Romaro. Por isso, quando um corredor está infeliz com os resultados do treino, os outros integrantes o ajudam a não desistir e a continuar tentando a alcançar o seu objetivo.

Além da força que os amigos dão, o empenho e os resultados dos outros corredores servem de exemplo para aqueles que estão desmotivados. "É normal que o desempenho de uma pessoa se sobressaia. O restante do grupo, quando vê o que essa pessoa consegue fazer, fica incentivado a alcançar os mesmos resultados que ela", diz Edson
Corrida - foto: Getty Images
Leva bronca se faltar
O treino se torna mais eficiente quando os corredores estão comprometidos a atingir as metas estipuladas pelo preparador físico. Uma das características mais fortes de um grupo de corrida é que as pessoas levam os treinos mais a sério do que aquelas que correm sozinhas. Quando marcam um dia da semana para correr, raramente elas faltam, ou a bronca vem em coro. "As pessoas ficam tão disciplinadas como atletas de alto nível, e deixam de dar desculpas para faltar aos treinos", afirma o preparador físico. 
Vitória - foto: Getty Images
A vitória fica mais divertida
Conseguir alcançar uma meta estipulada traz um sentimento de superação. Esse efeito é ainda maior quando um bom resultado é alcançado em grupo. "As pessoas olham para traz e percebem todo o esforço que fizeram juntos para conseguir alcançar o objetivo. Além disso, quando a meta é batida, sempre há uma comemoração, uma festa, o que não acontece quando você treina sozinho", diz Edson Ramalho.

Mãe e filha correndo - foto: Getty Images
Pode unir a família A corrida em grupo pode ser um meio de estreitar as relações familiares. "Hoje em dia é muito comum que pais e filhos não tenham muito tempo para ficar juntos, e é difícil encontrar uma atividade que possa ser feita por todas as idades e agradar todos os gostos. Por isso, muitas famílias formam pequenos grupos de corrida para fazer uma atividade conjunta", conta o preparador físico.

Amigos - foto: Getty Images
 Aumenta o círculo social
Mesmo que você não tenha conhecidos que gostem de correr, fazer parte de um grupo de corrida pode melhorar o seu convívio social. "Apesar de a corrida ser um esporte que precisa de disciplina, ela é muito acessível e não precisa de muito tempo nem dinheiro para ser praticada. Por isso, é fácil ver pessoas que se conhecem em um grupo de corrida se tornarem amigas, mesmo só tendo em comum o gosto por esse esporte", diz Edson. 
 
Trabalho - foto: Getty Images 
Melhora o desempenho profissional As relações criadas em ambientes profissionais normalmente são mais superficiais devido às conversas desse círculo ficarem restritas a problemas de trabalho. "As pessoas que conhecemos no trabalho parecem outras quando as vemos fazendo atividades mais leves e divertidas", diz a psicóloga Rita Romaro.

De acordo com Edson Ramalho, cada vez mais as empresas estimulam os funcionários a correr em grupo. Esta medida simples melhora a comunicação no escritório, aumenta a intimidade e faz com que cada um dos profissionais tenha um melhor rendimento no trabalho, já que os seus funcionários ficam saudáveis e com mais disposição.
 
por Fernando Menezes

MPE-SP quer barrar quem se enquadra no Ficha Limpa

O Ministério Público Estadual (MPE) paulista já se movimenta para barrar políticos que pretendam se candidatar às eleições municipais deste ano, mas se enquadram na Lei da Ficha Limpa.

No último dia 16, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu pela validade da lei para as eleições de outubro. Serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em mais de 5,5 mil municípios brasileiros, mas são considerados inelegíveis os candidatos que tiveram condenação por tribunal ou órgão colegiado, ou ainda que tiverem renunciado a mandatos eletivos para fugir da cassação.

De acordo com o promotor de Justiça Orlando Bastos Filho, curador do Patrimônio Público de Sorocaba, caberá aos promotores que atuam na esfera eleitoral barrar as pretensões de candidatos com ficha suja.

'Vamos fazer um levantamento dos políticos que se enquadram na lei', disse. O calendário eleitoral prevê as convenções partidárias entre 10 e 30 de junho para a definição das candidaturas e o registro dos candidatos até o dia 5 de julho. É nessa fase que as candidaturas podem ser barradas, segundo ele. Num levantamento preliminar, o promotor considerou que apenas na região de Sorocaba há dezenas de possíveis candidatos nessas condições. São políticos que já tiveram condenação em julgamentos de várias instâncias e que se apresentam como pré-candidatos.

De acordo com Bastos Filho, depois de terem as candidaturas homologadas nas convenções de seus partidos, os candidatos terão de apresentar à Justiça Eleitoral, entre outros documentos, certidões negativas criminais e cíveis. As promotorias estão sendo orientadas a colaborar com a Justiça Eleitoral, fazendo um levantamento prévio da situação desses políticos, através do cruzamento das informações disponíveis nos tribunais.

Os promotores eleitorais deverão informar a Justiça Eleitoral sobre a situação dos candidatos impedidos de disputar as eleições municipais deste ano. Os casos em que ocorram dúvidas serão analisados diretamente pelos juízes eleitorais.

Por JOSÉ MARIA TOMAZELA , SOROCABA, estadao.com.br

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Tem Carnaval em Santa Cruz!

Daqui a pouco em santa cruz do capibaribe bloco bora bora o bloco dos que nao foram para a praia e ficaram e eu estarei la com certeza!!!!!!!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Mulher que recebeu coração de Eloá diz que agora pode sonhar de novo

Com a morte cerebral de Eloá, a família autorizou a doações de órgãos da jovem, entre eles, os rins, fígado e córnea. Por causa deste gesto, Maria Augusta Silva dos Anjos, na época com 39 anos, recebeu por transplante o coração da adolescente e “pode sonhar” novamente. Ela tinha uma doença congênita que a impedia de exercer muitas atividades.

- Minha vida mudou completamente depois disso. Faço tanta coisa que não podia fazer. Comecei a tomar líquido, subir e descer escaladas, passear todo dia, tudo tranquilamente. Ela não mudou só a minha vida, mas de várias pessoas.

Emocionada, Maria Augusta afirmou que faz orações diariamente para a mãe de Eloá, Ana Cristina Pimentel, para que ela volte a ser feliz.

- Claro que o que aconteceu, ela nunca vai esquecer porque é a filha dela.

Depois do transplante, Maria contou que teve encontros com a Ana. Segundo ela, a mãe da adolescente visitou sua casa no Pará por quatro dias.

- Eu também passei um fim de semana em São Paulo com ela. Agora estou esperando esse momento difícil passar para nos falarmos.


R7

Lei da Copa: relatório impede meia-entrada de estudante

Vista aérea do Maracanã: começa a construção de arquibancadas
 e camarotes do novo estádio que terá final da Copa
 O relator da Lei Geral da Copa, deputado Vicente Cândido (PT-SP), protocolou nova versão de seu parecer sobre o projeto. O texto agora visa impedir o direito de estudantes a meia-entrada durante o Mundial de 2014 - direito expresso no Estatuto da Juventude, aprovado ontem pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O novo relatório retira ainda a possibilidade de idosos terem acesso a ingressos a 12,50 dólares (cerca de 21,50 reais). Assim como os estudantes e beneficiários do Bolsa Família, os idosos terão de desembolsar pelo menos 25 dólares (43 reais) pelos ingressos da competição. A votação na comissão especial da Câmara está marcada para 28 de fevereiro.

A mudança no texto - feita sob medida para atingir os estudantes - servirá ainda para impedir que qualquer outro segmento tenha acesso a benefícios na venda de ingressos. A versão que pode ser a definitiva da Lei Geral da Copa suspende todas as leis federais que garantem descontos, gratuidades ou preferência de compra de bilhetes. A única exceção é em relação aos idosos, que têm um artigo próprio no projeto garantindo a validade do Estatuto do Idoso, como deseja a presidente Dilma Rousseff.

Apesar de o projeto não tratar diretamente de preço dos ingressos, Vicente Cândido usou um artifício para que o direito dos idosos à meia-entrada não permitisse a eles ter acesso a um ingresso ainda mais barato na chamada "cota social", que será destinada também a estudantes e beneficiários do Bolsa Família. A nova versão do relatório permite um preço maior para a chamada "categoria 4", obrigando, porém, a Fifa a conceder "desconto" de 50% para esses segmentos, fazendo com que o preço final fique nos mesmos 25 dólares prometidos pela entidade.

A nova versão do projeto abre ainda uma possibilidade de a Fifa vender estes ingressos da "cota social" a outros públicos, caso a demanda de estudantes, idosos e beneficiários de programas sociais não alcance a carga reservada a eles. O projeto diz ainda que a entidade poderá fazer acordos com o poder público para ceder bilhetes a deficientes, indígenas e participantes da campanha do desarmamento do Ministério da Justiça.

O ponto que deve causar maior discussão na votação é a permissão de venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa das Confederações de 2013 e o Mundial de 2014. Pelo texto do relator, será permitido o comércio em copos de plástico e o torcedor poderá beber em todos os lugares, inclusive na arquibancada.

Em relação à responsabilidade civil, o relator retomou o texto do Planalto de que a União será responsável por danos que causar por "ação ou omissão" e que assumirá os efeitos por todo dano resultante de problemas de segurança, desde que a Fifa ou o prejudicado não tenha responsabilidade pelo evento.

Vicente Cândido manteve em sua versão final pontos que não foram vistos com simpatia pelo governo, como a possibilidade de uso de aeroportos militares para atender possível demanda durante o evento e de concessão de visto eletrônico a turistas, assim como o pagamento de uma premiação para os ex-jogadores que foram campeões mundiais em 1958, 1962 e 1970.

Agência Estado

Comer devagar melhora a digestão e ajuda a não engordar

É a primeira fase da digestão. Quanto mais lenta e efetiva, maior a saciedade

Comer devagar e mastigar bem os alimentos é questão de saúde. Além disso, é um bom comportamento para quem não quer engordar.


A mastigação é a primeira fase da digestão. Quanto mais lenta e efetiva, maior, inclusive, a saciedade.

A mastigação lenta permite que as enzimas digestivas tenham mais tempo para metabolizar os alimentos.

Com o alimento adequadamente mastigado, a seleção do que deve ser aproveitado pelo organismo se faz de forma mais apropriada.

Mal mastigados, ao contrário, terminam sendo mal selecionados e o organismo absorve mais do que deveria.

Uma dica para que este comportamento vire rotina é descansar os talheres enquanto se mastiga.

Só assim vai ser possível controlar a mecânica de garfadas ininterruptas, feitas, muitas vezes, quando ainda se está com a boca cheia.

Supremo decide pela validade da Lei da Ficha Limpa

Por 7 votos a 4, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiram nesta quinta-feira (16) pela constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, que determina a inelegibilidade, por oito anos, de políticos condenados em segunda instância, cassados ou que tenham renunciado para evitar a cassação, entre outros.

Com a decisão, a lei já vale para as eleições municipais deste ano.
A maioria foi atingida com o voto do ministro Ayres Britto, segundo a votar na sessão de hoje, depois de Ricardo Lewandowski, que abriu a sessão. Ambos acompanharam Joaquim Barbosa, que julgou a lei completamente constitucional. Também seguiu o entendimento de Joaquim a ministra Rosa Weber.

Britto elogiou a lei, que nasceu da assinatura de mais de 1,3 milhão de eleitores. "A iniciativa popular plenifica a democracia, o que confere à lei, se não a hierarquia maior, um tônus de legitimidade ainda maior, ainda mais denso. Essa lei é fruto do cansaço, da saturação do povo com os maus tratos infligidos à coisa pública."

Ministro Ayres Britto durante o julgamento da Lei da Ficha Limpa;
maioria do Supremo votou pela validade da regra
Os ministros Luis Fux e Cármen Lúcia também foram favoráveis à lei, apesar de terem feito uma pequena ressalva quanto ao tempo de inelegibilidade no caso de condenação criminal.
Marco Aurélio foi o último a votar favoravelmente à constitucionalidade da lei, mas contrariamente à sua retroatividade, ou seja, contra a aplicação das regras criadas pela Lei da Ficha Limpa a fatos anteriores à sua edição.

A tese de que a Lei da Ficha Limpa ofende o princípio da presunção da inocência --por tornar inelegível o candidato condenado por decisão da qual ainda pode recorrer-- foi refutada pelos ministros.

"Estamos diante de uma ponderação entre dois valores constitucionais de mesmo nível [a presunção de inocência e a vida pregressa do candidato]. A Lei da Ficha Limpa busca proteger os valores de moralidade e probidade na política. É uma opção legislativa legítima que foi feita pelo Congresso Nacional", afirmou Lewandowski.

Cezar Peluso, Celso de Mello, Dias Toffoli e Gilmar Mendes votaram contra a constitucionalidade da lei.

A Lei da Ficha Limpa, de 2010, é de iniciativa popular e foi apresentada ao Congresso após a assinatura de mais de 1,3 milhão de eleitores.


Folhapress

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Maioria dos ministros do Supremo decide que Ficha Limpa vale para eleições deste ano

Placar de 6 a 1 valida regra que barra candidatos condenados, mas julgamento continua

Com o voto do ministro Carlos Ayres Britto, sétimo a se pronunciar no plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), já é possível dizer que a Lei da Ficha Limpa deverá valer para as eleições municipais de 2012.

O magistrado foi o sexto a se posicionar de maneira favorável à validade da lei, que barra a candidatura de políticos condenados por órgãos colegiados (em que mais de um juiz decide) ou que tenham renunciado a mandatos para escapar da cassação.

O julgamento, retomado na tarde desta quinta-feira (16), prossegue com os votos de mais quatro ministros. O placar, no entanto, está em 6 a 1 a favor da lei e não permite mais reviravoltas. A única possibilidade de isso ocorrer é algum dos ministros decidir rever o voto que já foi dado.

Ayres Britto acompanhou o voto do relator, Luiz Fux. Ele manteve a integralidade do texto e elogiou tanto o Congresso Nacional, que aprovou a regra por unanimidade, quanto a iniciativa popular, que a viabilizou.

- A lei é constitucional às inteiras, de ponta a ponta. [...] A corrupção é o cupim da República. O povo, cansado, saturado, desalentado, organizou-se sob a liderança de entidades civis e tomou essa iniciativa. O Congresso Nacional merece elogios, porque pagou a dívida e produziu a lei de boa qualidade.

Primeiro a votar hoje, Ricardo Lewandowski também havia se pronunciado a favor da aplicação da lei. Em suas considerações, ele destacou que a lei, antes de aprovada e sancionada, passou pelo crivo de 513 deputados federais e 81 senadores.

- É preciso dizer que a lei não foi tratada de afogadilho no Congresso Nacional. A questão da chamada presunção de inocência foi examinada de forma muito pormenorizada.

No julgamento, os magistrados analisam duas ações diretas de constitucionalidade, uma da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), que pede ao STF a declaração de constitucionalidade sobre todos os pontos da lei, e outra do PPS, que pede a aplicação da lei.

Uma terceira ação, da Confederação Nacional das Profissões Liberais, solicita que seja anulado o dispositivo da lei que torna inelegível por oito anos aqueles que forem excluídos do exercício da sua profissão por órgão competente, como médicos impedidos de exercer o ofício pelo Conselho Federal de Medicina.

Até o momento, além de Ayres Britto e Lewandowski, votaram pela aplicação da Ficha Limpa os ministros Cármem Lúcia, Luiz Fux, Rosa Weber e Joaquim Barbosa.

Dias Toffoli foi o único a dar voto contrário, ao considerar que a inelegibilidade só pode atingir quem é condenado de forma definitiva (o chamado trânsito em julgado, quando não há mais possibilidade de recurso), e não apenas por órgão colegiado.

Faltam ainda os pronunciamentos de Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e Cezar Peluso, presidente do Supremo.

Adriana Caitano

Brasileiro paga gasolina de ‘primeiro mundo’

Subsídios da Petrobras não impedem que combustível custe 70% a mais no Brasil do que em Nova York, diz estudo
 
 
Mesmo com o controle de preço dos combustíveis pelo governo — uma tentativa de estabilizar a inflação ao consumidor no país — o motorista brasileiro paga um dos litros de gasolina mais caros do mundo. Uma pesquisa da consultoria americana Airinc, obtida pelo GLOBO, mostra que a gasolina comum vendida nos postos do país (R$ 2,90 por litro) custa 40% a mais do que em Buenos Aires (R$ 2,08) e 70% acima do comercializado em Nova York (R$ 1,71). Os dados foram coletados em 35 países, no mês de janeiro, e revela que a gasolina brasileira ocupa a 13ª posição entre as mais caras do mundo, próximo de países desenvolvidos. Como na Noruega, onde o combustível chega a custar R$ 4,49. Também estão à frente do Brasil, Inglaterra e Itália.

Segundo especialistas, os impostos cobrados sobre o produto nas bombas são os responsáveis pela distorção. O preço do combustível ao consumidor é atualmente composto por 39% de carga tributária (ICMS, Cide, PIS/Pasep e Cofins). Outros 18% são a margem da distribuidora e revendedora; 9% são o custo do álcool anidro (que é adicionado à gasolina) e mais 34% referem-se ao custo da refinaria.

Segundo Alisio Vaz, presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), o principal problema está no imposto na esfera estadual. No Rio, por exemplo, o governo do estado cobra 31% de ICMS sobre a venda da gasolina. Isso representa R$ 0,90 do preço do produto.

— Não é nosso papel ficar reclamando de tributação. Quem tem que fazer isso é o consumidor. O imposto é estabelecido pelos poderes Executivo e Legislativo. Mas a carga tributária é sim muito alta — afirmou Vaz, para quem o peso tributário torna desprezível, por exemplo, os problemas logísticos do país na distribuição de combustíveis, o que aumentaria em “alguns centavos de real o custo final do produto”.

Especialistas divergem sobre redução de impostos

Para Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, no entanto, política tributária do combustível no país está correta. Ele explica que uma gasolina barata aumentaria o consumo do produto, causador de poluição, e beneficiaria apenas a parcela da população que tem dinheiro para ter automóvel:

— Uma gasolina barata não beneficiaria a coletividade. Reduzir impostos da gasolina significaria abrir mão de arrecadação para outros objetivos, como saúde e educação. Esse recurso pode ir para melhorar metrô, transporte coletivo. Gasolina barata é coisa de país pouco desenvolvido.

O tema é controverso. A classe C tem sido a principal responsável pelo aumento do consumo de combustíveis e pela compra de automóveis no Brasil. Segundo o antropólogo Everardo Rocha, da PUC-Rio, a carência de transportes públicos de qualidade muitas vezes exige a compra de um carro.

— Uma gasolina mais barata também incentivaria a indústria e a economia inteira. Foi assim nos EUA. Uma gasolina barata não é uma questão apenas de classe social. E quem garante que os recursos arrecadados são revertidos em investimento ou se perde em coisas menos importantes? — disse Rocha.

Petrobras alega que recebe R$ 1 por litro vendido

O combustível brasileiro aparece na pesquisa com o mais caro da América Latina, superando países como Chile (R$ 2,71), México (R$ 1,29) e Venezuela (R$ 0,03). Esta última tem o combustível mais barato do mundo.

O preço do combustível brasileiro não é mais caro porque a Petrobras vende o produto a preços subsidiado na refinaria, o que chegou a prejudicar o resultado da companhia no quarto trimestre do ano passado, cujo lucro caiu 52% frente ao mesmo período do ano anterior. E isso pode aumentar a pressão na estatal por um reajuste de preços.

Em entrevista exclusiva ao GLOBO publicada nesta quarta-feira, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, afirmou que “num tempo determinado, os preços terão que ser ajustados” ao ser perguntada sobre os impactos da perdas com combustíveis da companhia no ano passado. "Comparando 2011 com 2010, tivemos uma diferença de R$ 2,8 bilhões, o que é muito”, acrescentou Graça Foster.

Segundo a Petrobras, a companhia recebe sem impostos R$ 1,02 para cada litro de gasolina comum vendida nos postos, considerando um valor de R$ 3 por litro. A empresa acrescenta que não tem ingerência sobre o valor restante (R$1,98). “Portanto o preço final da gasolina no varejo não depende exclusivamente da companhia, mas envolve outros agentes”, acrescentou em nota.

Adriano Pires , do Cbie, defende a livre flutuação de preço do combustível e afirma que o governo brasileiro erra ao usar a gasolina como mecanismo de controle de inflação.

— O governo brasileiro tem que procurar outros meio de controlar a inflação sem ser pelo controle de preço do combustível. Em outros países, quando o preço do petróleo sobe, o custo da gasolina cresce — explica.

O produto comercializado pela Petrobras está 16% mais barato na gasolina e 21% mais barato no óleo diesel em relação ao preço lá fora. Por isso, a estatal deixou de arrecadar R$ 7,8 bilhões em 2011.

OGlobo

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Higiene íntima no verão pede ainda mais cuidado

Região precisa estar sempre limpa, seca e arejada. Veja as principais dicas para evitar a candidíase

Cuide da região íntima e evite doenças como a candidíase

O calor exige maior atenção da mulher com relação à higiene íntima. As altas temperaturas aumentam a transpiração, fazendo com que a região fique mais quente e úmida. “Esse é um ambiente propício para o crescimento e a proliferação de bactérias, o que aumenta o risco de infecções vaginais”, explica o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli Borges Filho.

Para garantir a saúde genital, o principal é deixá-la limpa, seca e arejada. Para tal, a recomendação dos especialistas é lavar a região com água corrente e sabonete neutro, sem perfume, para não modificar a flora vaginal.

"Preferencialmente utilizar sabonetes líquidos e com ph ácido porque os sabonetes em barra, na grande maioria, costumam ser alcalinos e podem agredir a camada protetora da pele, causando alergia e coceira", alerta a ginecologista Adriane Camozzato, da Associção de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Sul (Sogirs). "Os sabonetes devem produzir pouca espuma para que limpem a pele suavemente sem remover sua camada protetora e não conter substâncias antissépticas que matam os microorganismos naturais", completa.

“O ideal é que a mulher faça a higiene de duas a três vezes por dia e seque bem o local”, aconselha Rogério Ramires, ginecologista do Laboratório Femme, especializado em saúde feminina. E nada de apelar para os lenços umedecidos. “É mais apropriado fazer a lavagem correta. Os lenços dão sensação refrescante, mas não é realmente uma assepsia”, completa o médico.

Para a ginecologista e obstetra Denise Gomes, da clínica Plena, o mais importante é garantir que a região não fique úmida. Para isso, recomenda até o uso do secador. “Para secar-se bem após o banho, a mulher pode inclusive usar secadores de cabelo frios para esse propósito”, afirma. A limpeza também deve ser feita, diz ela, após o banho de mar ou de piscina ou da evacuação.

Manter o local arejado costuma ser um problema nessa época do ano. A maioria dos modelos de biquínis e maiôs são feitos de fibras sintéticas, o que deixa a vagina abafada. Além disso, ficar com a roupa molhada por muito tempo pode ser a porta de entrada de infecções urinárias, candidíase e vaginose bacteriana.

Os sintomas, em geral, são coceira, ardor ao urinar e corrimento com cheiro forte. “Essas queixas são comuns quando as mulheres voltam de férias”, informa Ramires.

O médico, porém, faz um alerta: mesmo sendo corriqueiro, o problema deve ser investigado pelo médico. “A automedicação é perigosa, é preciso fazer um exame para saber exatamente o que está causando o problema e trata-lo de maneira adequada”, relata.

De acordo com os especialistas, o ideal seria trocar o biquíni molhado por uma calcinha seca e usar sempre modelos confeccionados em algodão. “Evitar usar absorventes diários e dormir sem a roupa íntima também são duas dicas boas”, garante Denise.

Absorvente interno

No calor, as mulheres optam mais pelo absorvente interno. Seu uso não traz problemas, desde que observado o período de troca do mesmo (5 horas em média). “Por isso, não é recomendado dormir com ele, já que a ventilação adequada é impedida”, afirma Borges Filho.

Delas - Saude da Mulher

Lidar com divórcio é mais fácil para os mais velhos

Problemas de saúde causados pelo estresse emocional são maiores quando a separação acontece com casais jovens, diz estudo

O divórcio provoca mais problemas de saúde em quem é jovem do que em pessoas mais velhas, provavelmente porque a idade dá mais recursos para você lidar com o estresse da separação. A conclusão é de um novo estudo conduzido pela socióloga, Hui Liu, da Universidade de Michigan.

O estudo avaliou relatórios de saúde de 1292 pessoas que fizeram parte de uma pesquisa conduzida em nível nacional nos EUA, American’s Changing Lives (Americanos Mudando de Vida). Ela comparou o estado de saúde das pessoas que haviam permanecido casadas durante os 15 anos em que a pesquisa foi realizada com os dados daqueles que haviam se divorciado no mesmo período.

Entre as pessoas nascidas nas décadas de 1950, aqueles que haviam se divorciado entre 35 e 41 anos tiveram mais problemas de saúde do que aqueles que tinham se separado entre 44 e 50 anos. Ambos os grupos tiveram mais problemas de saúde do que os que haviam permanecido casados.

De um ponto de vista geracional, os baby boomers (nome que em geral se dá às pessoas nascidas entre 1943 e 106) sentiram um impacto mais forte na saúde depois do divórcio do que os nascidos uma geração antes.

O achado surpreendeu Liu. “Eu esperava que o divórcio fosse menos impactante entre pessoas mais jovens porque é uma situação tão mais comum entre elas”

Por outro lado, como a pressão para casar e permanecer casado costumava ser muito maior nas gerações mais velhas, aqueles que de fato conseguiam se divorciar se libertavam de situações de muita infelicidade e isso ajuda a explicar uma certa sensação de alívio com o final do casamento, sugeriu a socióloga.

De modo geral, a saúde das pessoas que haviam se divorciado durante o período da pesquisa declinou mais rapidamente do que a das pessoas casadas. No entanto, o estado de saúde dos participantes que permaneceram separados durante todo o período da experiência não apresentou índices diferentes daqueles dos participantes que permaneceram casados durante o mesmo período.

“Isso sugere que não é o fato em si de estar divorciado ou estar casado que afeta a saúde. É o processo de transição, a passagem do casamento ao divórcio que é estressante e danosa para a saúde”, Liu declarou.

O estudo foi publicado no Journal Social Science & Medicine

NYT

Estudantes e idosos terão mais ingressos de meia-entrada na Copa, e operários dos estádios terão bilhetes gratuitos

Vicente Cândido
O relator da Lei Geral da Copa na Câmara dos Deputados, Vicente Cândido, vai divulgar, nesta quarta-feira (15), a nova versão do texto que determinará as regras para a organização dos jogos no Brasil. Após reunir-se com representantes do governo no início da tarde, ele finalizou o relatório com mudanças solicitadas pelo Palácio do Planalto.
De acordo com Vicente Cândido, o principal ponto a ser alterado diz respeito às categorias de preços dos ingressos. No último texto, idosos, estudantes, indígenas, beneficiados pelo programa Bolsa Família e até mesmo pessoas que entregassem armas de fogo na campanha pelo desarmamento estariam enquadrados na categoria 4, que terá custo médido de R$ 50 e para a qual serão reservados ao menos 300 mil ingressos.

Após o novo pedido do governo, porém, destaca o relator, indígenas e os doadores de armas saem da categoria e passam a fazer parte da cota de ingressos subsidiados pela Fifa. Operários que trabalharam nas construções dos estádios também poderão ter ingressos grátis.

- A medida atende de certa forma as entidades que representam os estudantes e queriam que eles tivessem direito à meia-entrada em todas as categorias, fazendo valer as leis municipais e estaduais. Da forma que ficou acordada agora, sobrarão mais bilhetes para eles e os idosos na categoria 4.

A concessão de vistos eletrônicos também chegou a ser questionada pelo Planalto, mas Vicente Cândido afirma que o item já foi pacificado. Segundo ele, antes de incluir no texto a cláusula que libera o visto de entrada por meio eletrônico para estrangeiros que comprarem ingressos antecipados para os jogos, já havia conversado com um representante do Itamaraty.

- A pessoa que questionou o item é que não conversou com essa outra, mas já está tudo acertado e eles se entenderam por lá.

Encontros

Na terça da última semana (7), Vicente Cândido já havia sido chamado para uma conversa com a ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Na ocasião, o Planalto deixou claro como deveriam constar três itens do projeto de lei: a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, que estaria liberada somente durante a Copa de 2014 e a das Confederações de 2013, a liberação da meia-entrada para idosos a partir de 60 anos em todos os jogos e a responsabilidade civil do Brasil diante de ataques.

Após o combinado, porém, o relator também ouviu as demandas de alguns dos integrantes da comissão e acatou boa parte das ideias. O texto foi finalizado e ia ser votado nesta terça na comissão especial que trata do tema, mas Vicente Cândido foi chamado às pressas para outro encontro no Planalto e teve que adiar a votação.

- Estava tudo pronto e conversado, mas fui pego de surpresa. Agora conversamos novamente e passei o restante da tarde trabalhando no novo relatório, desta vez, o final.

O texto chega aos líderes de partidos e integrantes da comissão até a manhã de quarta-feira. Em seguida, o presidente do grupo, deputado Renan Filho (PMDB-AL) deve convocar os parlamentares para a sessão de votação.

- Eu só vou marcar uma nova reunião quando tivermos esse texto final em mãos. Não podemos avaliá-lo de forma assodada, então o ideal é que o encontro seja a partir do dia 28, após o carnaval.

Adriana Caitano, em Brasília

Pesquisa avalia experiência de adultos nas redes sociais

O Pew Internet & American Life Project divulgou na semana passada sua pesquisa sobre “o tom da vida nas redes sociais”. As entrevistas foram conduzidas por telefone nos EUA, entre julho e agosto de 2011, com 2.260 adultos acima de 18 anos. O instituto, que faz parte do Pew Research Center, já havia feito uma pesquisa sobre o comportamento dos adolescentes nas redes sociais, divulgada em novembro.

Entre os resultados da pesquisa com os adultos estão:

** 85% dos usuários de redes sociais dizem que, em sua experiência, as pessoas são, em geral, gentis; 5% dizem que as pessoas que observam nos sites não são gentis; e outros 5% afirmam que sua resposta dependeria da situação.

** 68% dizem que já tiveram uma experiência que os fizeram se sentir bem consigo mesmo.

** 61% tiveram experiências que os fizeram se sentir mais próximos a outras pessoas.

** 39% dizem que “com frequência” veem atos de generosidade por parte de outros usuários, e 36% afirmam que “às vezes” veem as pessoas sendo prestativas e generosas; 18% afirmam que veem estes atos “muito de vez em quando”, e 5%, que nunca veem generosidade nas redes sociais.

** Um terço dos entrevistados já tiveram alguma experiência negativa nestes sites.

** 49% dizem já ter visto comportamento maldoso nas redes sociais.

A pesquisa completa pode ser vista aqui (em inglês).

Observatório da Imprensa