Pages

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Bola de futebol com 14 celulares seria chutada dentro de presídio na Paraíba

Uma bola de futebol “recheada” de 14 celulares foi apreendida na tarde desta terça-feira (26) nas proximidades do presídio Raymundo Asfora, mais conhecido como “Serrotão”, em Campina Grande (132 km de João Pessoa).

O diretor da unidade, Celso Bezerra, disse que os agentes penitenciários desconfiaram da presença de um homem e um adolescente que estavam em uma moto nas redondezas do presídio, levando com uma bola de futebol.
Segundo Bezerra, no mesmo horário os detentos jogavam futebol na quadra da unidade prisional, com uma bola exatamente igual à da que estava com os suspeitos. “Um dos apenados chutou a bola para fora, o que reforçou ainda mais a desconfiança dos agentes penitenciários”, declarou.
A polícia foi chamada e constatou que a dupla planejava chutar a bola com os celulares para dentro do Serrotão. A suspeita é de que os detentos tenham se comunicado com a dupla para combinar a forma de receber a bola.
Quando policiais do 2º Batalhão da Polícia Militar chegaram ao local, constataram que a suspeita fazia sentido. Eles abriram a bola e encontraram os aparelhos lá dentro.Tanto o homem como o adolescente foram levados para a delegacia.
O diretor do Serrotão disse não se recordar de um fato semelhante no presídio. “Foi muita ousadia, não lembro de nenhuma situação semelhante”, declarou. O Serrotão é considerado o principal presídio do interior da Paraíba.
Conforme dados da Secretaria de Administração Penitenciária, o Raymundo Asfora tem capacidade para 300 presos, mas abriga mais de 600.
Em maio deste ano, a Justiça acatou pedido do Ministério Público e obrigou o Estado a adequar a população carcerária da unidade.

Fonte: UOL Notícias

Nenhum comentário: